Recomendações

(30)
José Roberto, Administrador
José Roberto
Comentário · há 3 anos
Eu não consigo desvincular o Lula sindicalista, radical de esquerda (por conveniência e não por ideologia), que apregoava a separação das classes patronais das trabalhadoras para assim formar seu curral de suporte, do Lula presidente, radical oportunista, cuja única ideologia seria a perpetuação no poder, que apregoava a separação das classes sociais para assim formar seu curral eleitoral.
Quem já conhecia o Lula sindicalista, não foi pego pela surpresa do Lula presidente.
O homem das mil falácias, com o poder da oratória do convencimento de massas, principalmente da massa trabalhadora cuja mão de obra não se classificava entre as denominadas "qualificadas", vinha preparando seu terreno desde a muito.
Ainda lhes restam prerrogativas e válvulas de escape. Existirão enquanto existirem podridões no poder alicerçadas pelas brechas constitucionais propositais.
Não fugirá dos olhos da lei, mas não acredito que se submeta ao peso de suas mãos. Se acuado de forma a não vislumbrar uma saída, tentará a evasão, mesmo que covardemente.
Fará pelo resto da vida o papel de vítima oprimida, de herói perseguido, de salvador injustiçado. Esse é o seu discurso preferido.
Poderá vir a ser traído por seus atuais admiradores, porque como ex presidente perseguido, representará um problema e não uma fonte de recursos e os países que poderão lhe dar abrigo também sofrem da síndrome da esquerda oportunista.
O vírus PT sofre um tratamento jurídico que pode determinar seu enfraquecimento e cuja extinção só o futuro poderá nos contar.
Edu Rc, Analista de Desenvolvimento de Sistemas
Edu Rc
Comentário · há 3 anos
"Eu voto bem e fiz minha parte?"
-> Fez sua parte. Se bem ou mal, depende de como votou. Votou no Fulano por ter dado uma cerveja (ou qualquer outra coisa)? Votou mal. Votou por achar o candidato relevante ou ter afinidade moral? Votou bem. Aí vem a pergunta: qual sua afinidade moral. Quem vota em marginal, em político corrupto, com passado criminoso fica difícil depois se fazer de surpreso e dizer "nossa, fulano é corrupto". Se votou em uma pessoa e depois apareceu o passado, paciência ninguém é perfeito. Mas se optou por reeleger esta pessoa... E também há um outro problema, o brasileiro médio não consegue vincular eleição com problemas futuros e passados.

"Eu educo meus filhos e fiz a minha parte?"
-> Sim fez.

"Eu nasci pobre mas nunca roubei e essa é toda minha parte?"
-> Sim é.

"Por que os pais seriam os únicos responsáveis se uma grande parcela desses pais são completamente ignorantes e irresponsáveis?"
-> Esta nem é muito difícil. Oras, ser ignorante não é ser marginal, são coisas brutalmente distintas. Em um país onde grande parte é ignorante (no sentido de não ter estudo formal e desconhecimento da Lei), fosse este o motivo, não colocaríamos o nariz para fora de casa dada a violência a que estaríamos submetidos. E não teríamos pessoas com nível superior cometendo crimes. Responsabilidade é um ato individual, não coletivo. Passe na rua, converse com estes garotos de 10 anos que estão assaltando, diga que é errado, que eles devem estudar e depois venha aqui nos contar sua experiência. Mas faça isto com uns 200 ao menos, pegar um ou outro não vale. Ou pergunte a muitos professores da rede pública como são tratados pelas 'crianças' quando chamam a atenção.

"Quando não pedimos uma nota fiscal estamos tirando pelo menos um caderno das mãos dessas crianças."
-> Educação formal é legal, bonito e bacana, solucionaria um dos problemas que citei na primeira parte: a vinculação da causa e consequência da corrupção. Mas educação MORAL é dada pela família, não por escolas. A falta de escola é um problema, não tenha dúvida. Mas entendo que o maior problema é o abando familiar das crianças e sobre isto o Estado não pode fazer nada além de tomar a guarda e colocar para adoção (que, diga-se, faz isto muito mal no Brasil). PS: O problema do Brasil não é e nem nunca foi de dinheiro para educação, o problema do Estado é de outra ordem: eficiência e eficácia dos gastos.

"Quando viramos as costas para a corrupção acabamos com a dignidade delas."
-> Aí podemos concordar. Vamos combinar, em pleno escândalo do mensalão o povo optou por reeleger Lula. Em pleno escândalo do petrolão o povo optou por reeleger Dilma. O povo virou as costas para a corrupção mesmo, não tenho a menor dúvida. Aí vem, também, a resposta da minha primeira parte: a questão moral, que não é resolvida com educação formal.

"Vamos castrar todos então? Pegou roubando, castra? Não foi para a escola, castra!"
-> De forma alguma, sou contrário a QUALQUER pena que envolva agressão física por parte do Estado. Mas total e completamente favorável a prisão, independente da idade do marginal. Este com 10 anos, que seja julgado como adulto, até os 18 anos que fique em um internato e depois vá para um presídio comum. O que não dá é nossas Leis absurdas onde com menos de 13 anos é permitido violar TODAS as Leis possíveis sem NENHUMA penalidade e até os 18 o máximo é ficar 3 anos internado e sair como se nada tivesse acontecido. TODAS as crianças do Brasil sabem que podem fazer tudo e que o pior que pode acontecer e ficar 3 anos recluso (e nem o nome pode ser dito) e que a grande maioria das vezes nem sequer será descoberto. O problema do Brasil é impunidade.

"A sociedade marginaliza, não divide e não aceita dividir rendas e pouco se lixa para quem está na miséria"
-> Dividir rendas? Diga-me, você divide a sua com quem? Quanto você divide de sua renda? Esperar que a 'sociedade' faça para depois fazer é comodismo, dê-nos o exemplo e depois cobre que todos façam como você.

"e depois vem pedir para a polícia matar e entende que os pais são os únicos responsáveis?"
-> As pessoas estão cansadas da impunidade, querem a morte de marginal. Acho ruim, mas compreensível. Quando tivermos marginais sendo presos SEMPRE, esta ânsia por matar marginal acaba e se tornará apenas pontual e não generalizada como hoje. E sim, os pais são os únicos responsáveis, pois fizeram o filho e largaram nas ruas ao invés de cuidar e educar. Para mim há três responsáveis DIRETOS: O próprio marginal (ainda que com 10 anos), o pai e a mãe. Que é a quem cabe diretamente a educação.

Sobre concordar e discordar, concordo com você: faz parte da democracia. Aliás, apenas na democracia se é possível discordar.
Silvio Amaro Vieira, Técnico em Eletrônica
Silvio Amaro Vieira
Comentário · há 3 anos
Ter um animal de estimação é realmente lindo e maravilhoso (para os donos), moro em um prédio de apartamentos onde tem mais animais de quatro patas que de Duas patas (humanos).
Como disse: Ter um ser agradável deste de cia é bom demais (para os donos).
Eu não tenho , para não aborrecer ninguém (já tive quando morava em uma residencia com espaço (quintal) á vontade para os nossos amiguinhos de quatro patas.
Sofro e todos sofrem o mal do "bendito" barulho dos mesmos (latidos e uivos) durante o dia e a noite.
Cansado e desesperançoso porque alguém teve a infeliz ideia de........ através de lei, a permissibilidade de se ter animais em apartamentos, estarei mudando para o interior e morarei em uma casa com quintal, onde certamente não aborrecerei ninguém....terei o meu bichinho de estimação.( esse na foto que esta no meu colo pertence ao filho, o meu querido amiguinho Bob)
Sempre achei que o meu direito começa onde termina o dos outros e....vice versa!!
Com essa mania de as pessoas preferirem animais do que crianças que vivem em orfanatos á espera de adoções, cada vez mais proliferam animais em prédios de apartamentos.(acho que o pessoal amava o Presidente Figueiredo que dizia: "prefiro cavalos a gente?).
E o que mais vejo em redes sociais esta frase imbecil:" Prefiro bicho a gente", eu prefiro os dois, porque nem sempre o animal é" mansinho!, já fui mordido por um que era um "amor", rs.
Enfim aqui vai meus "pêsames" para quem mora em prédios de apartamentos!! rs
To indo pro mato, abraços a todos!!
Glaucia Elizabeth, Estudante de Direito
Glaucia Elizabeth
Comentário · há 3 anos
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Carlos

Carregando

Carlos Luiz

Entrar em contato